terça-feira, 19 de junho de 2012

as últimas palavras

urubus cantam
seu canto térreo
no céu, gaivotas conversam cacarecos
num idioma que não se precisa traduzir
só assim os sons são alegres entre si

2 comentários:

  1. esse "canto térreo" dos urubus é tão poético que fiquei pensando nele e voei.

    ResponderExcluir
  2. lygia, que legal te ver por aqui! ainda não consegui ler seus textos com calma, mas já dei uma espiada no blog e gostei do que vi ;)

    ResponderExcluir